Nós fizemos o casamento da Josy e do Daniel!! Agora um ensaio na Lagoa e na Urca, com eles esperando o Antônio!! Um final de tarde delicioso e muito divertido, porque eles são duas figuras muito engraçadas e queridas!!

Uma das coisas mais legais do nosso trabalho é que vamos acompanhando a vida dos nossos casais. A gente faz o casamento, passa um tempo, e o casal volta grávido pra fazer fotos!! O bebê nasce, e estamos lá de novo!! Fazendo fotos em casa, de uma rotina que ainda se estabelece, um momento delicado e cheio de amor – é muita felicidade poder participar e contar essas histórias!!

A minha mãe tinha uma coletânea do Vinícius de Moraes quando eu era criança, e um dia ela me mostrou esse poema!! Eu lembro que achei muito engraçado e desde lá tenho um carinho especial por ele, por isso divido aqui uma lembrança da minha infância, desejando que o Antônio e vocês tenham momentos deliciosos para lembrar sempre!!

 

Poema Enjoadinho – Vinícius de Moraes

Filhos… Filhos?
Melhor não tê-los!
Mas se não os temos
Como sabê-los?
Se não os temos
Que de consulta
Quanto silêncio
Como os queremos!
Banho de mar
Diz que é um porrete…
Cônjuge voa
Transpõe o espaço
Engole água
Fica salgada
Se iodifica
Depois, que boa
Que morenaço
Que a esposa fica!
Resultado: filho.
E então começa
A aporrinhação:
Cocô está branco
Cocô está preto
Bebe amoníaco
Comeu botão.
Filhos? Filhos
Melhor não tê-los
Noites de insônia
Cãs prematuras
Prantos convulsos
Meu Deus, salvai-o!
Filhos são o demo
Melhor não tê-los…
Mas se não os temos
Como sabê-los?
Como saber
Que macieza
Nos seus cabelos
Que cheiro morno
Na sua carne
Que gosto doce
Na sua boca!
Chupam gilete
Bebem xampu
Ateiam fogo
No quarteirão
Porém, que coisa
Que coisa louca
Que coisa linda
Que os filhos são!

Comentários

comments